Taiwan | Porque as aparências iludem

Memórias de uma última viagem, De Taipé a Taichung, Dezembro 2018 Aquela azáfama matinal, presa naquela escuridão da plataforma e na frieza desconhecida das paredes, imbuía Migs no espírito da hora de ponta de uma metrópole daquelas proporções. Os comunicados sucediam-se e os encontrões "sociais" também. O comboio, imaculadamente branco, iluminava o túnel que o … Continue a ler Taiwan | Porque as aparências iludem